Como o velho marinheiro

Não só pra mim, mas pra tantos amigos o ano foi implacável. Mas, vamos confiar na sabedoria dos entendidos, é no caos que a gente renasce. Por ora, ainda com esforço, vou focar no que foi bom… E, enquanto as águas não serenam, faço “como o velho marinheiro, que durante o nevoeiro, leva o barco devagar…”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s