Portugal: dia 8

Útimo dia da viagem. Passei a manhã na Universidade do Porto, no seminário que motivou a ida a Portugal. A Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação tem uma biblioteca super aconchegante e perdi a primeira meia-hora do seminário porque fiquei curtindo aquele pedacinho do paraíso. Depois, debates e a apresentação do meu artigo.

A tarde foi de despedida, de comprar os últimos presentinhos, de almoçar o derradeiro banquete, de saborear o ultimo vinho e de encerrar a farra com o indefectível pastel de nata.

Vastas emoções: curtir o rio Douro visto do outro lado da Ribeira, em Gaia, também é lindo. Sempre necessário perceber o mundo sob um outro ponto de vista.

Até outro dia, gostava de dizer que não via sentido em visitar um lugar mais de uma vez – aquele senso utilitario que nos engana e nos envolve com a ideia de que o mundo é grande e não se pode perder tempo repetindo passeios.

Mas,felizmente, sempre há um Saramago pra te fazer pensar diferente. O escritor diz algo assim: é bom voltar e perceber um lugar com outros olhos – ver uma cidade de dia, quando já se viu de noite, visitá-la no verão, ao invés do inverno, perceber uma pedra pra qual não se tinha atentado…

Até uma próxima, Portugal!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s