Chove lá fora, vinho cá dentro

Dias 5 e 6: Livorno e Roma

Florença deixou as melhores lembranças, mas queremos chegar à cidade eterna. A questão é que a porta do céu é pequena e foram dois dias em que ralamos pra chegar ao paraíso: alugamos um carro em Florença, mas chovia a cântaros.

Com tanta intemperie nossos planos de conhecer as vilas de Cinque Terri foram por enxurrada abaixo. Uma barreira caída na estrada e as cidadezinhas ficaram pra próxima.

Rumamos então pra Pisa, mas o temporal era tão forte que vimos a torre pendente num flash, só pra registrar. Em compensação, almoçamos felizes em um restaurante a poucas ruas da torre: a maior sorte, porque foi a primeira porta que avistamos aberta, no meio do temporal.

Chegamos em Livorno pra pernoitar, e essa era uma estadia top, pois se tratava do hotel mais bacana, mais estrelado e mais recomendado pelo nosso agente de viagem. É lindo mesmo, de frente pro mar Tirreno, todo sofisticado, mas…muito impessoal.

Os ricos são estranhos: no hotel mais caro, glamour zero: ninguém pra ajudar com as malas, um cartão magnético que não abria a porta do quarto, nem um planfeto com a senha do wifi e um ninho de amor de fundo, quando podíamos ter um oceano de frente dos nossos olhos.

Mudamos pro quarto com vista pro Tirreno, mas na volta do jantar a porta continuou emperrada. Tudo bem, já tínhamos tomado um vinho e nada nos abalou.Eu também tinha experimentado o prato típico de Livorno e matado minha curiosidade. Muito diferente da minha vã filosofia. Chamam de “uma espécie de sopa” de frutos do mar. Mas, é propaganda enganosa: não tem caldo, portanto, não é sopa. É um prato forrado com pão e muito fruto do mar, de diferentes qualidades, alguns bichinhos dos quais nunca tive notícias…

O amanhecer em Livorno, sem chuva, foi ótimo. Demos até uma corridinha antes de pegar a estrada novamente. Mas foi só entramos na rodovia e o céu veio abaixo. Chegamos a Roma já de noitinha, debaixo do maior dilúvio, mas na maior expectativa pra desvendar a cidade eterna!

2 comentários em “Chove lá fora, vinho cá dentro

  1. Chuva incomoda, eu sei mas isso também é parte da aventura. Imagine que foi único ver a tempestade nessas cidades. Da próxima voltem no verão e terão outras histórias pra contar. Aí será o caos de turistas nas ruas, empurra-empurra, tudo mais caro e o cartão da porta continuará emperrado! kkkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s